Casamento de Newton B. Cadorin e Lúcia Salete Cadorin em 1969.

Nova Trento

 

Nova Trento

Casamento de Newton B. Cadorin e Lúcia Salete Cadorin em 1969.
À direita Alice Ambrosi e à esquerda Benilde Bassi.

Acervo: Newton B. Cadorin

Colaboração: Alexandre Aldo Cipriani

Anúncios

Nova Trento – Mato Queimado

Foto_78

 

Nova Trento – Mato Queimado
Na frente da direita para à esquerda: Francisco Cadorin, Clemente Demonti, Nildo Demonti,
Pedro Segala e Inácio Visentainer.
Atrás da direita para à esquerda: José Feller, Basílio Carloto, João Visentainer (gaiteiro),
Vitório Zandonai e Augusto Cipriani.

Colaboração: Alexandre Aldo Cipriani

Confraternização na casa do Sr. Antônio Cipriani

Cipriani

 

 

 
Confraternização na casa do Sr. Antônio Cipriani, dia em que foi inaugurada a Escola Isolada Ribeirão São João, em setembro de 1969. Hoje a Escola não existe mais.

Rua Tijucas – Bairro: Mato Queimado

Da esquerda para a direita: Asteróide Voltolini, Vilmar Coelho, Pedro Vargas, Alberto Bertotti, …… e Francisco Cadorin.
Na frente sentado de chapéu, Guerino Fantini.
Colaboração: Alexandre Aldo Cipriani

Alberto Cadorin

Alberto Cadorin

Alberto Cadorin, filho mais velho de Francisco Cadorin. Morador do bairro Trinta Réis . Sua casa está localizada aos pés do Calvário onde hoje reside seu filho mais novo, Gastão.

Colaboração: Jonas Cadorin

Construção da casa de retiro dos padres jesuítas- Vila Fátima- Morro das Pedras – Florianópolis – Ano 1960

Pedreiros Nova Trento

De pé, da esquerda para a direita:  1-2-3- 4º Constante Cadorin-  5 – 6º Salvador cadorin – padre…, 8º Francisco Cadorin (mestre da obra), 10- 11º José (Bépi) Cadorin,12

Sentados 1-2-3-4-5-7-8-9- 10º Plácido Cadorin (casou e residiu na comunidade do Morro das pedras . São os Cadorin de Florianópolis)

Local: Construção da casa de retiros dos padres jesuítas- Vila Fátima-  Morro das Pedras – Florianópolis, sul da Ilha na década de 1960

A casa foi toda construída de blocos de pedras cortados no local Os senhores da esquerda e um sentado trazem as ferramentas (marreta e ponteiros utilizados no corte).

Havia carência de  equipamentos de segurança. Muitos trabalhavam descalços por falta de calçado que era um artigo caro na época. Usava-se mais para ocasiões especiais como missa, casamento…)

o, batizados, FESTAS…) Não havia betoneiras nem elevadores para transportar as pedras. Tudo era feito na base da força física .

Junto com os pedreiros experientes é possível ver a presença de jovens e uma criança que desde cedo aprendiam os segredos da arte de construir  fazendo com que Nova Trento fosse conhecida como  cidade dos pedreiros pela qualidade de sua mão de obra.

O grupo está alegre  na presença do padre e exibem  as bochas que utilizavam para descontrair nos momentos de folga.

Colaboração: Jonas Cadorin

Banda Musical Padre Sabbatini – Década de 1960


Banda Padre Sabbatini

Banda Musical Padre Sabatini – Década de 1960

A direita João Cadorin – Baixo
A esquerda Bernardo Ruberti – Baixo
Luiz Tridapalli, de Chapéu – pistão
Assis Cadorin – Trompa
José Cadorin – Tromboni
Filinto Valle – Clarinete
Fernando Cadorin – Trompa
Orides Poli – Clarinete
Aprízio Botamedi – Clarinete
Inácio Botamedi – Pistão
Luiz Tomasi –
Virgílio Tomasi – Trombone
Lino Cadorin – Bumbo
Jordão Cadorin – Clarinete
Outras pessoas que aparecem na foto
Da direita para a esquerda:
Nicolau Bado, João Valle, Francisco Cadorin, Oscar Valle……..
Colaboração: Alexandre Aldo Cipriani