2002 – CORAL I GRISI

Coral polifônico I Grisi (Os Grisalhos) teve como fundador e maestro o músico e entusiasta da cultura musical neotrentina o sr. Herberto Afonso Marchi. CO grupo gravou um CD que não chegou a ser lançado mas que apresentava a qualidade do grupo formado por vozes masculinas e que atuou por uma quinzena de anos sempre cantando canções da tradição italiana. Na foto uma apresentação no natal de 2002 juntamente com a banda padre Sabattini e orquestra sinfônica de Santa Catarina no interior da igreja matriz de nova Trento. Da direita para a esquerda, última fila: Francisco -Tcheco- Dallabrida, Roberto Tridapalli-Betão, Dédé Montibeller, Fenando Piva. Na segunda fila: Genésio Facchini, Célio – Celinho- Darós, Nenê Cipriani e João Cadorin. na primeira fila: Fulvio Aduci da Silva, Sálvio Ceccato, e Herberto Marchi.

Foto e comentário: Jonas Cadorin

1964 – OS METRALHAS

Da esquerda para a direita : O saudoso Isaías Tomasi, Antonio Gullini, Célio Valle, Sálvio Osmar Tonini, o saudoso Antonio Tomasi (Toninho), Inácio Marchi, e o saudoso Julcemar Guedes.

Crianças : algumas das crianças da esquerda para a direita : O saudoso Ari Antonio Bottamedi com a mão na orelha, Gilson Ceccato que aparece somente parte do rosto, Ademar Maçaneiro (Maninho, ao centro de camisa estampada), Ilson Assis Valle (Chico), Salvador Afonso Sgrott e Cesar Augusto Dell’Antonio.

O Sr de chapéu que está na janela observando as crianças dançarem é o saudoso Sr. João Gessele (Joanin) e o personagem que aparece num quadro moldurado é o saudoso Sr. Ador Dalbosco, que foi um dos presidentes da Sociedade Recreativa Humaitá – S.R.H

Na época da Jovem Guarda quando começaram a surgir inúmeros conjuntos musicais pelo Brasil afora, a cidade de Nova Trento – SC., também tinha os seus conjuntos musicais destacando-se entre eles Os Metralhas e depois Os Batuskelas formado por jovens neotrentinos. Esses conjuntos animavam os bailes nos sábados à noite, as tardes dançantes de domingo e na época do carnaval os bailes carnavalescos na Sociedade Recreativa Humaitá e Sociedade Recreativa Primavera.

Na fotografia vemos o Conjunto musical Os Metralhas animando o carnaval infantil do ano de 1964, nas dependências da sede social da Sociedade Recreativa Humaitá – S.R.H. – Nova Trento – SC.

da esquerda para a direita : O saudoso Isaías Tomasi, Antonio Gullini, Célio Valle, Sálvio Osmar Tonini, o saudoso Antonio Tomasi (Toninho), Inácio Marchi, e o saudoso Julcemar Guedes.

CRIANÇAS : Identificando alguma das crianças da esquerda para a direita : O saudoso Ari Antonio Bottamedi com a mão na orelha, Gilson Ceccato que aparece somente parte do rosto, Ademar Maçaneiro (Maninho), Ilson Assis Valle (Chico), Salvador Afonso Sgrott e Cesar Augusto Dell’Antonio.

O Sr de chapéu que está na janela observando as crianças dançarem é o saudoso Sr. João Gessele (Joanin) e o personagem que aparece num quadro moldurado é o saudoso Sr. Ador Dalbosco, que foi um dos presidentes da Sociedade Recreativa Humaitá – S.R.H

Fonte:Godofredo L. Tonini (in perfil Facebook) Postagem Jonas Cadorin

VENDA NO BOM RETIRO

A foto , da década de 70, reproduz o ambiente de uma casa de comércio – mais conhecidas como ‘Vendas’, na localidade de Bom Retiro. As vendas eram os locais de adquirir o generos de primeira necessidade e as ‘novidades’ da cidade que também iam sendo difundidas no interior do municipio. Na venda da foto é possível observar uma geladeira da marca Climax, remédios como Cafiaspirina, Sonrisal entreoutros que se encontram no armário ao fundo do balcão. Linguiças, ovos, quijos, alho, enlatados, vassouras de palha, as tulhas(caixas de madeira no canto esquerdo da foto serviam para guardar grãos que eram vendidos a granel. sobre o balcão, o caneco de zinco que servia de medida), bebidas ‘gasosas’ são exibidas pelo menino. Um menino está fazendo compras com sua sacola de pano no braço. Dois homens estão tomando um ‘sluck’, um trago. O senhor sentado calça tamancos de madeira. Além de local de comércio muitas destas vendas serviam de espaço de socialização com mesas de jogo de baralho e cancha de bocha e salão de dança. A foto foi cedida por Marina Catani na casa que havia pertencido ao senhor Raimundo Marchi com autorização do dono atual. Se alguém conseguir identificar as pessoas favor mandar mensagem para jonas cadorin@gmail.com ou comentar na publicação.

Foto cedida por Marina Cattani. Postagem: Jonas Cadorin

FANFARRA DO GINÁSIO ORIENTADO PARA O TRABALHO – GOT – DÉCADA DE 1970

NA FILA DA FRENTEda esquerda para a direita: IRª…, EUDES MAZZOLA, ERNANI FACCHINI, ….., …, …, …, …, …, …, IRª HERCI JULIA REIS. NA FILA DO MEIO: LUDOVICO CADORIN (VICK) …, HERBERTO MARCHI (BETINHO), …, CARLOS DE SOUSA(CARLINHOS) ,… NA FILA DE CIMA: …, …, BENTO MARCHIORI, …, …, …, …, …, …, …, …,

ACEITAMOS CONTRIBUIÇÕES PARA IDENTIFICAÇÃO DAS PESSOAS DA FOTO

O Ginásio Orientado para o Trabalho – GOT- funcionava onde hoje funciona o Centro de Encontros Imaculada Conceição- CEIC.

Postagem: Jonas Cadorin

1970 – INAUGURAÇÃO DE ESCOLA – BARRA DO MACACO -NOVA TRENTO

As fotos a seguir registram a solenidade de inauguração do novo prédio da escola da localidade de Barra do Macaco. A obra foi construída em convênio com o Ministério da Educação e ficou pronto em dezembro de 1969 final da gestão do prefeito Pedro Piva Júnior que foi sucedido por Santino Ludovino Voltolini. Postagem: Jonas Cadorin, Arquivo pessoal.

Da esquerda para a direita: PADRE HUMBERTO MELZ, PADRE VIGÁRIO CONSTÂNCIO MARCHI,PREFEITO PEDRO PIVA JÚNIOR E ESPOSA ISABEL MARIA PIVA, DEPUDATO FEDERAL ALBINO ZENI, EVARISTO SPLENGLER, PREFEITO DE GASPAR, O PREFEITO ELEITO SANTINO LUDOVINO VOLTOLINI E SUA NOIVA ERACILDA FRANZOI, VEREADOR AIRES MANOEL RACHADEL
DISCURSO DO DEPUTADO FEDERAL ALBINO LENZI EM FRENTE A ESCOLA. O AMBIENTE ESTAVA ENFEITADO COM BANDEIRINHAS E PÉS DE PALMITO, COSTUME USADO PARA ORNAMENTAR FESTAS.

1970 – INAUGURAÇÃO ESCOLA -SAUDADE GRANDE

PRÉDIO ONDE FUNCIONAVA A ESCOLA DA LOCALIDADE DE SAUDADE GRANDE ATÉ 1969.MESMO EM CONDIÇÕES PRECÁRIAS A EDUCAÇÃO ESCOLAR EM NOVA TRENTO FEZ PARTE DO COTIDIANO DA CIDADE DESDE O REMOTOS TEMPS DA CHEGADA DOS IMIGRANTES. AS FOTOS E COMENTÁRIOS A SEGUIR FAZEM PARTE DO RELATÓRIO DE GESTÃO DO ANO DE 1969 DO PREFEITO PEDRO PIVA JÚNIOR. POSTAGEM : JONAS CADORIN,ARQUIVO PESSOAL.
INAUGURAÇÃO, EM 25.01.1970, DO PRÉDIO ESCOLAR DE ALVENARIA CONSTRUÍDO NA LOCALIDADE DE SAUDADE GRANDE EM CONVÊNIO COM O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, MEC, CONCLUÍDO EM DEZEMBRO DE 1969.
DETALHE DAS INSTAÇÕES SANITÁRIAS, (MASCULINA E FEMININA) SUBSTITUINDO UMA ANTIGA PRIVADA DE MADEIRA. OBSERVE-SE QUE HAVIA ÁGUA ENCANADA
PADRE HUMBERTO MELZ, BENÇÃO DO PRÉDIO
CORTE DA FAIXA INAUGURAL. Da esquerda para a direita: DEPUTADO FEDERAL ALBINO ZENI, PADRE CONSTANCIO MARCHI, VIGÁRIO, PEDRO PIVA JÚNIOR, PREFEITO
da equerda para direita: DEPUTADO FEDERAL ALBINO ZENI, EVARISTO SPENGLER, PREFEITO DE GASPAR,SANTINO LUDOVINO VOLTOLINI,PREFEITO ELEITO, PEDRO PIVA JÚNIOR, PREFEITO, SUA ESPOSA ISABEL, PADRE CONSTANCIO MARCHI,de óculos, ao fundo

1969 – INAUGURAÇÃO DA PONTE ESTANISLAO DALRI – VIGOLO

thumbnail_20200831_160644

Dia 7 de setembro de 1969, 16 horas, dia chuvoso, com abenção do padre Constâncio Marchi, ladeado pelo prefeito Pedro Piva Junior e sua esposa Isabel foi nuagurada a ponte de concreto, localizada nas proximidades do ‘casebre’ de Madre Paulina. Entre o prefeito e o padre se pode ver o sr. Santino L. Voltolini. No lado direito da foto, ao lado do menino de camisa branca, o Sr. Eliseu Dalri, filho do homenageado. Estanislao Dalri,  ‘Lao’, fora um do primeiros moradores do bairro e líder na comunidade, chegando a ocupar o cargo de vereador. Importante lembrar que, mesmo sendo uma ponte pequena, para a época o concreto armado marcava a substituição das pontes e pontilhões de madeira.                      Foto: Arquivo pessoal Jonas Cadorin. Postagem Jonas Cadorin

thumbnail_20200831_160443thumbnail_20200831_160838

ALGUNS PADRES DE NOVA TRENTO

thumbnail_20200609_202423Em pé: padre Ivo Dalsenter S.J. Ajoelhados: Padre Inácio Valle, Padre Arlindo de Oliveira, Padre Otaviano Marchi, duas Irmanzinhas da Imaculada Conceição com o hábito preto. Até a decada de 1970 , Nova Trento era conhecida como ‘um seminário a céu aberto’ devido a quantidade de vocações sacerdotais e religiosas provenientes da cidade.                Fonte: Eugenio Martini.  Postagem: Jonas Cadorin