EMÍLIO PIVA E ERMINIA MASERA PIVA

O casal Emílio e Erminia moradores do bairro Ponta Fina Norte também conhecido como “Maronhas”. Ele era filho de Pietro Piva, de Besenello, na atual província de Trento.
Erminia era descendente de Andrea Masera natural de Calliano, ocupante de um lote colonial no Ribeirão Espraiado.

Colaboração: Eliomar(Lili) Piva. Postagem e comentário: Jonas Cadorin

VITÓRIO VENERI e JOANA DALLABRIDA

VITORIO VENERI * 18.05.1924 +17.052019 JOANA DALLA BRIDA *29.06.1924 +15.10 2021, 97 anos. Residentes no bairro Trinta Réis, agricultor, fabricante artesanal de cachaça, perdeu uma perna num acidente com trator nas lidas do campo. Mesmo assim, recuperado do trauma, continuou nos seus afazeres. Bem humorado, me disse, certa vez, que já tinha uma perna no cemitério! Faleceu aos 95 anos , um dia antes de fazer aniversário.

Foto: Cemitério central de Nova Trento. Postagem Jonas Cadorin

1912 – BILHETE POSTAL DO MONUMENTO NOSSA SENHORA DO BOM SOCORRO

O monumento foi inaugurado 02 julho de 1912. Com a necessidade de abrigar as pessoas durante as cerimônias litúrgicas, nos anos de 1926-27 foi construída a primeira capela de 120m² sob a liderança do Pe. Lazaro Plebani . Treze anos depois, em 1939, sob a liderança do Pe. José da Poian , foi construída a capela atual que , em 1980 recebeu os anexos laterais. as duas primeiras capelas tiveram como mestre engenheiro Francisco Cadorin, os anexos foram executados pelo seu filho, Salvador Cadorin na época do inesquecível Pe. Cláudio Piva. Por muitos anos o monumento, depois santuário, foi a principal atração turística de Nova Trento. O Bilhete postal é uma prova da importância do monumento.

Foto: Centro de Documentação e Memória de Nova Trento. Postagem: Jonas Cadorin

JOSÉ (BEPIM) BASSI e MADALENA TIRLONI

José Bassi – mais conhecido como Bepim foi músico e professor de acordeom, baixo, violão, clarinete -*22.02.1919 + 22.07.2000 e sua esposa Madelena Tirloni * 01.04.1918 + 11.10.1994. Residiam no bairro Espraiado

Foto: Lápide no cemitério central de Nova Trento. Postagem Jonas cadorin

*1930 + 2007 – MARTHA FREHNER

Matrha( a direita) com uniforme de cozinheira na casa da família Renaux em 1953, aos 23 anos.
Filha de imigrantes suíços de Appenzell, nasceu em 1930. Em 08 de agosto de 1953 começou a trabalhar como cozinheira na casa da família Renaux de Brusque. Segundo ela foi ali que aprendeu a arte de cozinhar que depois a tornou famosa. Na década de 1960 casou com Helmuth Wilke e veio morar em Nova Trento, distrito de Claraíba. Para ajudar na economia doméstica organizava os buffet de festas de casamento, produzia bolachas, cucas e doces da tradição alemã e suíça em casa. Em 1991 a filha Ruth e o esposo Moises Tambosi, começaram a ajudar na produção e venda de porta em porta dos doces por ela produzidos. Do sucesso das vendas veio a ideia de abrir um espaço físico temático para atender um público maior. No distrito de Claraíba, as margens da rodovia Gentil Archer, foi dado o início da obra em 1999. No dia 10 de março de 2001 foi inaugurado o chalé estilo suíço que lembrava a casa de onde tinham vindo os pais de Martha na Suíça. Martha faleceu aos 87 anos em 2007.
Martha é a 1ª da direita para a esquerda, junto com as colegas de trabalho na cozinha industrial da fábrica Renaux de Brusque
Martha defronte a café que leva seu nome com as netas Emília e Giovana
Martha Frehner’s Haus, inaugurado em 10 de março de 2001

Fotos: arquivo família Martha Frehner, informações obtidas no Instagram do Café

1975 – CAPELA DE SANTO ANTÃO, BELA VISTA – DIVISA DE BRUSQUE com NOVA TRENTO

Festa da capela de de Bella Vista, próxima ao Taquaruçu, por volta de 1973 (capela hoje está em ruinas) na localidade morava Anselmo Motta e família citados na postagem anterior. ( Não temos a identificação dos presentes na foto. Se alguém consegue identificar os presentes pedimos a gentileza de enviar para o email jonascadorin@gmail.com)

“Essa foto é de 1975, no casamento de prata dos meus tios Hercílio e Vitória de Gasperi Pianezzer. Junto com toda a família. O filho do Ancelmo Motta, Isidoro, era cunhado do Hercílio.” Contribuição de Willian Pianizzer

Foto: Juarez Luiz Pezzini, postagem Jonas Cadorin

FAMÍLIA MOTTA – MORRO DA ONÇA

EUGENIO(ENNIO) MOTTA E MARIA BERTOL MOTTA de Monza ou San Rocco, Milão de acordo com Renzo Grosselli, in Vincere o Morire p.524, pai de Anselmo Motta casado com Maria Bizzari, foto abaixo. Ambos viveram na comunidade do Morro da Onça – Anselmo depois foi morar na Bela Vista – Brusque, próximo ao Taquaruçu!
MARIA BIZZARI MOTTA
ANSELMO MOTTA

Fotos: Juarez Luiz Pezzini, postagem Jonas Cadorin