DECADA DE 1960 – DONA GEMA TONINI

Registro fotográfico da Srª Gema Tonini Ceccato de fronte a casa de seu irmão, sr. Elísio Tonini, no inicio da rua João Bayer Sobrinho. Foi funcionária na função de tecelã da filial da Fábrica de Tecidos Carlos Renaux da cidade de Brusque e trabalhava no período da tarde, das 13h30 as 22h00. A fabrica localizava-se no Bairro Cascata (hoje Pousada Portal do Vígolo). Usava a bicicleta como meio de locomoção percorrendo diariamente cerca de 6 km (ida e volta . Residia e ainda reside no bairro Trinta Réis – Ceccato Motos). O guarda chuva fazia era companhia inseparável tanto para chuva, quanto para o sol. Seu afiado senso de humor revela uma mulher incrível que não contraiu novo casamento quando seu marido faleceu. Criou e educou seus quatro filhos com o suor do seu trabalho num época de muita carestia .
Fonte : Álbum da família Gema Tonini Ceccato, publicado no perfil do Facebook do seu sobrinho Godofredo L. Tonini.



1970- SALVADOR BONECHER

O pedreiro Salvador Bonecher, morador do bairro Vigolo, em plena juventude em meados dos anos 70 posando ao lado de sua Vespa, sonho de consumo dos jovens daquela época. Sr. Salvador, hoje com 76 anos, ainda reside no Vígolo, é casado com Edina Teresinha Minatti Bonecher. Um casal que fala o dialeto tirolez/trentino e cultiva os costumes de antigamente como fazer o sbrega dhjaqueta, crauti, polenta, taiadele, sfregoloti…presépio, santa Lucia, pregar la corona…

Colaboração: Emilio Bonecher Masera. Postagem: Jonas Cadorin

1944 – REGRAS PARA AS BATIDAS DOS SINOS DA IGREJA DO BAIXO SALTO

No alto da torre da igreja do salto foram colocados três sinos(grande, médio, pequeno) para chamare os fiéis para as funções religiosas. As batidas seguiam um regramento que caracteriza cada chamada.

Regras sobre o toque dos sinos (nota do transcrevente, Pe Jose Da Poian)

Ás Ave Marias

De manhã ao amanhecer

Á noite ao entardecer

Ao meio dia  ás 12 horas

Aos Domingos e dias de Festa

Primeiro sinal o sino toca para chamar os fiéis à devoção: primeiro sinal às 2 horas (14h00)

Segundo sinal às 2 e meia

Terceiro sinal às 3 horas

NB. Doutrina das crianças às 2 horas e meia.

Visita do Padre

Sino: toca-se os dois sinos menores a chegada do Padre.

 Ás Ave Marias: tocam-se os três.

Para missa: tocam-se os sinos na hora combinada todas as vezes com o padre.

Enterro (sino dos mortos):

Finados adultos homens: com o sino menor três badaladas pausa …;depois duas com o segundo , alternando mais ou menos por espaço de 5 minutos.

Para mulheres: duas badaladas no menor e três do maior.

Para crianças: (5 anos para baixo) só badaladas no menor pausadas continuadas por 5.minutos”  

Fonte: Crônica dos principais acontecimentos que se dão na valada  do Baixo Salto nas visitas do sacerdote 1943 a 1963. Foto: Jonas Cadorin

PIA UNIÃO S. ANTONII PATAVINI – IGREJA DO BAIXO SALTO – NOVA TRENTO

Medalha da Pia União de Santo Antonio de Pádua. A Igreja do Baixo Salto é dedicada a Santo Antonio e tem uma dedicatória em latim escrita na sua torre. No alto da cruz: JHS : Jesus Homini Salvator (Jesus Salvador dos Homens). Na parte inferior da cruz um dos símbolos da Ordem Franciscana onde aparece um braço de um frade cruzado com o braço de Cristo com a mão perfurada. No centro : S. Antoni + ora pro nobis ( Santo Antonio ora por nós) . Braço esquerdo da cruz: PIA UNIO (Pia União); no braço direito: S. ANTONII PATAVINI

No braço superior da cruz: ECCE CRUCEN DOMINI(Eis a cruz de Deus); No braço Inferior: 100 DIES INDULG. LEO XIII 21 MAI 1892: cem dias de indulgencia decretadas pelo papa Leão XIII em 21.05,1892. No Centro: VINCIT LEO DE TRIBU JUDA: venceu o leão da Tribo de Judá. No braço esquerdo: FUGITE PARTES ADVERSAE: Fugi forças inimigas! RADIX DAVID ALLELUIA A raiz de David! Aleluia !

Dos vários milagres atribuídos a Santo António passados em Portugal, destaca-se o milagre ocorrido em Santarém onde Santo António intervém para defender uma mulher das tentações do demônio, entregando-lhe um pedaço de pergaminho onde estava escrita uma pequena oração de exorcismo:
Eis a cruz do Senhor! +Fugi forças inimigas! +
Venceu o Leão de Judá, + A raiz de David! Aleluia !

Medalha que pertenceu a senhora Angélica Cadore Adami, foi encontrada na reforma da casa onde morava no bairro salto e que hoje é de propriedade de Jonas Cadorin

1977 – FORMATURA 2º GRAU COLÉGIO FRANCISCO MAZZOLA

Missa de formatura do Segundo Grau dos alunos e alunas do colégio Francisco Mazzola. As alunas estão acompanhadas pelo pai ou irmão. Cerimônia solene realizada no mês de dezembro, período liturgico do advento sinalizado pela guirlanda colorida afixada no teto. Nota-se também que naquele ano os santos que ornamentam as doze colunas da igreja haviam sido retirados.

Fonte: Arquivo do Colégio Francisco Mazzola. Postagem Jonas Cadorin

1948 – FAMÍLIA BATTISTI ARCHER

FOTOGRAFIA : Da esquerda para a direita : Ricardo Battisti Archer, Sra Hildegard Battisti Archer Perassa, Gema Tonini Ceccato, em seguida duas jovens de nomes desconhecidos, Maria do Carmo Battisti Archer Sgrott, na janela a Sra Maria Cazas Battisti Archer.

“Registro fotográfico realizado no ano de 1948, em frente a residência dos meus saudosos avós o Sr. Joaquim Battisti Archer e a Sra Maria Cazas Battisti Archer, que residiam no Bairro Baixo Salto, bem próximos da Capela de São Roque.HOTEL ANTIGO : A residência dos meus saudosos avós maternos era muito grande. Numa das partes da residência estava estabelecida uma casa comercial mais conhecida por venda, além de servir de pousada para as pessoas que residiam no interior do município de Nova Trento, uma espécie de hotel antigo.E o lado que aparece na fotografia era a residência dos meus avós, propriamente dita. Infelizmente, essa casa depois de vendida foi demolida. POLÍTICA PARTIDÁRIA : Guardo muitas recordações, pois nela passava minhas férias escolares. Foi nessa casa que tomei gosto pela política partidária, pois o meu saudoso avô o Sr. Joaquim Battisti Archer era um politico muito influente no município.”

Colaboração: Godofredo Luiz Tonini. Postagem: Jonas Cadorin

1942 – ALMA BATTISTI – CAPELA DE SÃO JOANIN

CAPELA DE SÃO JOANIN (São João Menino)- BAIRRO TRINTA RÉIS – NOVA TRENTO – 1894

Quando Giovani Battista Ceccato imigrou para o Brasil mais especificamente para Nova Trento, já estava com idade avançada para a época, ou seja, 63 anos, nasceu no ano de 1812.
Muito religioso e esperançoso ao sair de sua localidade Roncegno – Trento – Itália, para o Brasil, prometeu para os seus familiares que se chegassem ao Brasil sãos e salvos devido a perigosa viagem de navio que fariam para chegarem em solo brasileiro, construiria uma pequena Capela para o seu santo de devoção que era São Joanin (São João Batista criança, representado com um cordeiro, fazendo alusão as palavras de Jesus: Eis o Cordeiro de Deus). Conforme o prometido, cumpriu a sua promessa.
CRONICA DOS JESUÍTAS : Para comprovar a construção da Capela de São Joanin, a Cronica dos Jesuítas que exerciam suas funções sacerdotais no município de Nova Trento – SC., em 1894, consta o seguinte :
Domingo dia 01 de julho de 1894 foi benta a nova capela do lado de la do rio em Trinta Réis. Em honra de São João Baptista Menino – São Joanin. O Pe. Afonso Parisi SJ celebrou a primeira missa e o Pe. Ângelo Sabbatini SJ a segunda.
DETALHE : O rio citado na Crônica dos Jesuítas é o Rio do Braço, provavelmente o cronista à época quis facilitar a localização da Capela para conhecimento da população.
FONTE INFORMATIVA : A Crônica dos padres jesuítas, juntamente com a fotografia, foram encaminhadas pelo Padre Flavio Feller.
FOTOGRAFIA DA CAPELA : Relíquia fotográfica realizada ano de 1942, da Capela de São Joanin, construída pelo imigrante italiano Giovani Battista Ceccato na década de 1880, que ficava onde hoje situa-se o Oratório do Calvário.
Sra ALMA BATTISTI : Nessa fotografia também está a Sra Alma Battisti, provavelmente tinha tomado a primeira comunhão, conforme os trajes que estava usando. O local da fotografia tirada situa-se onde seus pais residiam, bem próximo do Oratório do Calvário.
A Sra Alma Battisti é irmã da saudosa Sra Gaudência Battisti Ruberti e filha do saudoso casal Sr. Francisco Battisti e Valeria Ceccato Battisti.

Fonte: Godofredo L. Tonini. Postagem Jonas Cadorin