Comoção e homenagens marcam despedida a Janari Piva

 

janari 

Uma vida de dedicação

Uma cerimônia cercada de comoção marcou ontem, 1 de junho de 2018, o velório e sepultamento de Janari Piva que faleceu aos 69 anos, no dia 31 de maio passado, às 21h45, no Imperial Hospital de Caridade, em Florianópolis. Lutava há mais de um ano contra um câncer no pâncreas com metástase no fígado.

Deixou a esposa Albertina Ruberti Piva, os filhos Gustavo e George, a neta Beatriz, os familiares e milhares de admiradores que sempre vão lembrar de sua grandiosidade e do grande exemplo de amor que deixou.

Foi professor, diretor da Escola de Educação Básica Francisco Mazzola, vereador e suplente em duas legislaturas, 1997- 2000 e 1989 – 1992, além de atuar como correspondente do Jornal O Município de Brusque e representante comercial em dezenas de publicações ao longo de sua vida. Sempre estava disposto a colaborar com todos os profissionais de imprensa da região.

Sua vida foi marcada também pelo voluntariado com passagens por diversas entidades, especialmente na Associação São Virgílio Pró-Anciãos (Casa Dei Nonni), na Paróquia São Virgílio, nos Clubes Primavera e Humaitá, no Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro, no Movimento de Irmãos, entre dezenas de outras associações.

 A marca de sua vida foi o voluntariado. Colaborava de forma espontânea com a cobertura fotográfica de eventos que ocorriam no município, além de fazer registros cotidianos da cidade. Além disso, sempre estava disposto a ajudar e a informar as pessoas que encontrava.

Janari Piva deixou a Casa dei Nonni ,onde foi velado, sob muitos aplausos. Seu corpo seguiu pelas ruas centrais de Nova Trento, escoltado pela Polícia Militar e com todos seguindo em cortejo. Uma homenagem digna ao ser humano extraordinário que foi.

Fonte: jornal O Trentino

Anúncios

Banda Musical Padre Sabbatini – Década de 1960


Banda Padre Sabbatini

Banda Musical Padre Sabatini – Década de 1960

A direita João Cadorin – Baixo
A esquerda Bernardo Ruberti – Baixo
Luiz Tridapalli, de Chapéu – pistão
Assis Cadorin – Trompa
José Cadorin – Tromboni
Filinto Valle – Clarinete
Fernando Cadorin – Trompa
Orides Poli – Clarinete
Aprízio Botamedi – Clarinete
Inácio Botamedi – Pistão
Luiz Tomasi –
Virgílio Tomasi – Trombone
Lino Cadorin – Bumbo
Jordão Cadorin – Clarinete
Outras pessoas que aparecem na foto
Da direita para a esquerda:
Nicolau Bado, João Valle, Francisco Cadorin, Oscar Valle……..
Colaboração: Alexandre Aldo Cipriani

Banda Padre Sabbatini

digitalizar0006Banda Padre Sabbatini – Centro – Nova Trento – Ao lado da Igreja Matriz São Vigílio.

1 Fila – Esquerda para Direita – Erico Feller, Alair Feller, Claudio Botamedi, Felicio Marchi, Júnior Sgrott, Alaercio Darós, Beto Piazza, Janio Cadorin, Rogério Mazzola, João Cadorin, Geraldo Gessele (Pinga), Ricardinho Piazza (arrumava Guarda-Chuva, Virgílio Tomasi (Pai Dona Cleo),

2 Fila – Esquerda para Direita Altair Ruberti, Edu Feller, Paulo Peixer, Alexandro A Cipriani, Jeremias Cipriani, Viki Cadorin, Norberto Cipriani, Maninho Cadorin, Edio José Botamedi, Fernando Marchi, Antonio Cipriani, Ary Botamedi, Cadorin.

3 Fila – Esquerda para Direita Anizio Cadorin, Paulo Artche, Jonas Cipriani, Vita Sgrott, Moises Cipriani, ………….

Se você identificar alguns dos integrantes da foto, pode deixar um comentário abaixo ou enviar e-mail para alferont@gmail.com

Acervo: Banda Padre Sabbatini

Reprodução: Misael Dalbosco