DESFILE CÍVICO DE 1980 – HOMENAGENS ESPECIAIS

thumbnail_20200614_194543Homenagem aos imigrantes

thumbnail_20200614_194458

thumbnail_20200708_182742thumbnail_20200614_194347

thumbnail_20200614_192048

Banda Padr Sabattini tendo à frente o maestro Virgilio Tomasi tocando trombonethumbnail_20200614_191929

Músicos que fizeram historia: Na primeira fila: Tutuca, Paulo ‘Alemão’ (Hartke),Moisés Cipriani, Érico Feller, Pinga. Na segunda fila: Antero Ribeiro, Artur sgrott, ?, ? Ricardo(Ricardim) Piazza. terceira Fila: Ludvco ‘Vick’ Cadorin, Norberto Ciprani, João Cadorin, Isaias Cadorin, ? Cipriani,…

thumbnail_20200614_191757

Presépio: uma das tradições(paixões) neotrentinasthumbnail_20200614_191649

thumbnail_20200614_185652

Homenagens aos jogos olímpicosthumbnail_20200614_185448thumbnail_20200614_184123Homenagem aos agricultores – colonos, mostrando seus trajes e ferramentas de trabalhothumbnail_20200614_183945Os Reis Magos. Figuras imprescindiveis do presépio e das serenatas de Natalthumbnail_20200614_183849

thumbnail_20200708_182900thumbnail_20200708_183018

DESFILE DE 7 DE SETEMBRO 1977 – GRUPO ESCOLAR LACERDA COUTINHO

2020-01-30 15.03.152020-01-30 15.04.48

Desfile cívico de 7 de setembro do ano de 1977 do Grupo escolar Lacerda Coutinho ( local da foto: defronte a igreja matriz tendo ao fundo o prédio da antiga prefeitura) Nos moldes do desfiles militares , os colégios de todo Brasil organizaram , durante a ditadura militar, marchas cívicas que primavam pela organização em pelotões com temas variados e em ritmo de marcha  marcado por uma fanfarra. O evento era preparado nos meses julho e agosto com exaustivos ensaios de marcha, bem como ensaios dos músicos que compunham a fanfarra ( surdos, bumbos, caixas de repique, cornetas/ pistons). No alvorecer do dia sete, no alto do morro do cemitério municipal era entoado o toque de alvorada seguido por fogos que simulavam tiros de canhão. O desfile refletia a máxima positivista do lema da bandeira: ordem e progresso. após o desfile os alunos eram  brindados com uma garrafinha de refrigerante (laranjinha Max willen) e um pão doce (massinha) confeccionado geralmente pela padaria do sr. Bernardo Tell.

Fonte: arquivo do colégio Francisco Mazzzola, postagem e comentários: Jonas Cadorin

DESFILE CÍVICO -DÉCADA DE 1960

2019-12-16 21.59.35

Desfile cívico do Grupo Escolar Lacerda Coutinho da década de 1960.  No lado direito da foto é possível observar  parte do salão paroquial onde funcionava o Jardim da Infância Padre Rossi. Ao fundo o prédio da antiga farmácia  do Sr. Clarindo, O casarão hospedaria dos Facchini, (hoje Giacomelli),o prédio da Salamanca (Despachante Vita…)

Foto: arquivo do Colégio Francisco Mazzola. postagem e comentário: Jonas Cadorin

CONCENTRAÇÃO DO DESFILE DE 7 DE SETEMBRO- DÉCADA DE 1970

2019-12-16 21.54.41

Grupo Escolar Lacerda Coutinho na concentração do desfile. No lado direito da foto professores de ginástica, Fioravante Marchi e Nair Valle. Uma irmão da imaculada Conceição  a frente do pelotão de acrobacias  com arcos( estas evoluções eram ensaiadas nas ulas de Ginástica- hoje Educação Física). A fanfarra está logo a seguir. Atrás da fanfarra havia uma cerca viva que delimitava o espaço da horta que servia para aulas de Técnicas Agrícolas e  de onde tirados verduras e legumes para a sempre bem vinda  sopa – merenda escolar. As árvores ao fundo  eram laranjeiras e vergamoteiras do pomar da família do sr. João Valle, musico( tocava a  Requinta, uma variação do clarinete em tom agudo)), cantor barítono que encantava a todos com seu timbre de voz durante as missas.A foto foi tirada no local onde havia o campo de futebol (hoje tem dois ginásios de esporte.  O colégio foi dividido pelo  Rua dos Imigrantes , aberta na década de 1980) . Ao fundo o  GOT – Ginásio Orientado para o Trabalho, hoje centro de encontros Imaculada Conceição – CEIC.

Foto: acervo do colégio Francisco Mazolla. Postagem  e comentários Jonas Cadorin

ALUNOS e PROFESSORES – DISTRITO AGUTI – 1966

2019-09-10 10.05.37

Ao contrário do que a foto possa sugerir, uma escola de alunos carentes, a imagem retrata, sim,  uma escola multisseriada, de madeira, de uma comunidade rural onde uma das preocupações dos pais era a educação escolar dos filhos. Por simples que fossem, todos vinham uniformizados. Uniformes costurados pelas próprias mães. Professoras e professores abnegados que enfrentavam o desafio diário de alfabetizar e ensinar em língua portuguesa quando no dia  a dia as crianças conviviam com o dialeto alemão falado em suas residências por pais e avós.  Hoje todos cidadãos de bem. Lição de casa cumprida!

“Registro fotográfico realizado no ano de 1966 dos alunos (as) que frequentavam a Escola do Distrito de Aguti no município de Nova Trento SC.
O Professor a direita da foto é o saudoso Sr. Albino Muller, e a Professora a esquerda da foto é a Sra Lodis Dell’ Antonia Mistura, pessoas do bem foram muito dedicados ao aprendizado dessas crianças.
Relação de alunas que foi possível identificar :
Sonia Muller, Silvia Muller, desconhecida, Marice Vanelli, Miriam Vanelli, Tereza Wilbert, Maria Pering, Salete Reuter, Maria Reuter, Evanilde Sborz, Elizete Sborz, Marli Sborz, Arlinda Meyer, Anita Irene Meyer, Filomena Mistura, Odete Pereira, Gloria Mayer, Catarina Coelho, Solange Muller, Célia Pering e Maria Helena Muller.
Relação dos alunos que foi possível identificar: Odair Vanelli, Silvério Pering, João Pering, Inácio Pering, José Nildo Pering, Henrique Pereira, Valdir Pering, Oscar Pering, Antônio Reuter, Tarcisio Schimidt, Valdir Sborz e Venício Sborz.
Observação: quem não foi relacionado por favor identifique-se para ver se conseguimos identificar todos.” Pode comunicar-se conosco enviando seu comentário no “balão” que aparece no lado superior direito desta postagem.

Fotografia enviada pela neotrentina, Sueli Sborz Baggio, residente em Blumenau, nascida no Distrito de Aguti, postada por Godofredo L. Tonini em sua página do Facebook em 09.09.19

Postagem: Jonas Cadorin

ESCOLA REUNIDA – BAIRRO TRINTA RÉIS – NOVA TRENTO – SC – 1966

escolatrintareisPrédio escolar onde funcionava a Escola Reunida Professor Francisco João Valle, no Bairro Trinta Réis, que ficava próxima a atual empresa Nélcia Noivas. Esse prédio de madeira foi construído durante a administração do Prefeito Municipal, o Sr. Luiz Feller, 1965 – 1966, em terreno doado pelo Sr. Carlos Ceccato. Tinha duas salas de aula, uma pequena cozinha e uma sala de Direção e banheiros. Lecionavam nessa escola as professoras, Srª Adelina Marchiori Minatti, Ester Maria Piazza, Maria Vitória Dalbosco Battisti Archer e Maria dos Anjos Cadore. Foi nomeada como primeira Diretora desta escola, a Srta Neli Maria Tirloni.                                                                                                          Fonte: Godofredo Luiz Tonini, postagem Jonas Cadorin