1974 -FUNDAÇÃO DO CORAL SÃO VIRGÍLIO

O coral foi fundado elo irmão jesuíta Guido Lawisch no ano de 1974. A foto acima é do dia 26.10.1975 quando o coral se apresentou na missa da TV Difusora de Porto Alegre e no santuário do Sagrado Coração de Jesus em São leopoldo.
23.05.1976 -Coral são Virgilio se apresentou na capela de Boa Vista, Santa Cruz do Sul, por ocasião dos votos perpétuos do Ir Guido.
23.05.1976 – Ir. Guido com sua mãe e irmã. Além dos coralistas se fizeram presentes o prefeito Eurides Battisti e o padre vigario Otmar

Colaboração: album de família da Srª Lauda Cadorin Sartori. Postagem: Jonas Cadorin

2000 – PEDRA FUNDAMENTAL DA CAPELA MORTUÁRIA

Até o ano 2000 o costume de velar os defuntos era feito em casa,em geral na sala. Os mais antigos fazia a ‘eça’ utilizando uma porta da casa, apoiada sobre duas cadeiras enquanto o caixão era confeccionado e forrado com tecido preto ou branco na casa de algum marceneiro da cidade . Com o advento das funerárias na década de 1970, os caixões começaram a ser padronizados e acrescidos de adereços ou detalhes que faziam com que o preço oscilasse de acordo com o gosto e as posses dos familiares. O cortejo fúnebre saia da casa do falecido até a igreja matriz. Depois da missa de corpo presente era conduzido ao cemitério levado por familiares.( Tempo mais tarde pelos carros funerários. )A procisão era encabeçada por alguém carregandouma cruz( o ‘Duci Mutcho’ fez esta função por muitos anos), em seguida o caixão seguido do padre, familiares e muitas vezes pela banda padre Sabattini. No ano de 2000, no mandato do prefeito Saul Jose Rover e seu vice Jorge Bruno Ferrarro,(1997-2000), foi lançada a pedra fundamental da atual capela mortuária nas imediações do cemitério municipal. O projeto foi assinado pelo engenheiro Alfredo Cadorin. Desde então, os velórios acontecem neste local que dispoe de toda a estrutura para acolher os familiares e amigos que se reunem para prestar as últimas homenagens aos seus entes queridos.
Assinando a ordem de serviço, o vice prefeito Jorge B.Ferraro. Atrás o padre José Vollmer, Luiz Feller(Didi), Alvaro Polli

Fonte e postagem: arquivo pessoal Jonas Cadorin

ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL PEQUENO POLEGAR – MORRO DA ONÇA – 1987

Inauguração da escola de Educação Infantil ‘Pequeno Polegar’ em julho de 1987 no bairro Morro da Onça. A cerimônia de inauguração iniciou com um missa na capela do bairro celebrada pelo padre Beno Brod. A seguir, na entrada da escola foram executados os hinos e discursos por parte das autoridades. A obra foi realizada durante a gestão do prefeito Eurides Battisti e Artur Sgrott.

Na próxima postagem , novas fotos do evento.

Postagem: acervo pessoal Jonas Cadorin

CONJUNTO OS INSUPORTÁVEIS

De cócoras o saudoso Prefeito Municipal Sr. Aires Manoel Rachadel, que administrou o município de 1961 a 1965;
1ª fila : da esquerda para a direita : os saudosos Srs. Arthur Sgrott (clarinete), Aldo Bastiani (acordeon), Adulce Silva (pandeiro), Lino Cadorin(chocalho), Eloy Jose Tell e Rubens Darossi.
2ª fila : da esquerda para a direita : o saudoso Sr. Filinto Valle (clarinete), Dimas Tell (chocalho), o saudoso Sr. Jaime Voltolini (cavaquinho) e Aníbal Motta (acordeon)
A foto abaixo é do Conjunto Musical “Os Insuportáveis” formado por músicos neotrentinos, quase todos com passagem pela Banda Musical Padre Angelo Sabbatini.
Estavam abrilhantando uma festa caipira provavelmente no Colégio Estadual Professor Francisco Mazzola.
Esse conjunto de Insuportável não tinha nada, muito pelo contrário, era famoso e sempre requisitado para todas as festividades.
Foto e comentários: Godofredo L. Toninni Postagem : Jonas Cadorin

CÂMARA DE VEREADORES GESTÃO 1989 – 1992

Sentados, da esquerda para a direita: Valdemir luiz Quaiatto, Pedro Piva Junior (Pedrinho, vice prefeito) Rogério ( Géio) Bottamedi, Janari piva .
De pé da esquerda para direita: Valentim José Marcolla, Alinor Gualberto Muller, Dorvalino Pereira, Jorge Bruno Ferraro, Saul José Rover (prefeito gestão 1989-1992), Sandra Eccel Rachadel, , Luiz José Borgonovo (Gioaba).

Fonte: Informativo da paróquia São Virgílio, janeiro 1989 – Postagem Jonas Cadorin

1970 – INAUGURAÇÃO ESCOLA -SAUDADE GRANDE

PRÉDIO ONDE FUNCIONAVA A ESCOLA DA LOCALIDADE DE SAUDADE GRANDE ATÉ 1969.MESMO EM CONDIÇÕES PRECÁRIAS A EDUCAÇÃO ESCOLAR EM NOVA TRENTO FEZ PARTE DO COTIDIANO DA CIDADE DESDE O REMOTOS TEMPS DA CHEGADA DOS IMIGRANTES. AS FOTOS E COMENTÁRIOS A SEGUIR FAZEM PARTE DO RELATÓRIO DE GESTÃO DO ANO DE 1969 DO PREFEITO PEDRO PIVA JÚNIOR. POSTAGEM : JONAS CADORIN,ARQUIVO PESSOAL.
INAUGURAÇÃO, EM 25.01.1970, DO PRÉDIO ESCOLAR DE ALVENARIA CONSTRUÍDO NA LOCALIDADE DE SAUDADE GRANDE EM CONVÊNIO COM O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, MEC, CONCLUÍDO EM DEZEMBRO DE 1969.
DETALHE DAS INSTAÇÕES SANITÁRIAS, (MASCULINA E FEMININA) SUBSTITUINDO UMA ANTIGA PRIVADA DE MADEIRA. OBSERVE-SE QUE HAVIA ÁGUA ENCANADA
PADRE HUMBERTO MELZ, BENÇÃO DO PRÉDIO
CORTE DA FAIXA INAUGURAL. Da esquerda para a direita: DEPUTADO FEDERAL ALBINO ZENI, PADRE CONSTANCIO MARCHI, VIGÁRIO, PEDRO PIVA JÚNIOR, PREFEITO
da equerda para direita: DEPUTADO FEDERAL ALBINO ZENI, EVARISTO SPENGLER, PREFEITO DE GASPAR,SANTINO LUDOVINO VOLTOLINI,PREFEITO ELEITO, PEDRO PIVA JÚNIOR, PREFEITO, SUA ESPOSA ISABEL, PADRE CONSTANCIO MARCHI,de óculos, ao fundo

AIRES MANOEL RACHADEL e PAULINA KLOPPEL RACHADEL

thumbnail_20200723_101343

Aires Manoel Rachadel *10.08.1925  +18.01.2016  ex-prefeito de Nova Trento exerceu a função de 1961 a 1965 e também foi ex-vereador no período de 1959-1963, 1970-1973 e 1973-1977. Paulina Kloppel *11.04.1929 +14.08.2018 ex-primeira-dama, atuou como titular cartorária do Cartório de Registro Civil e Tabelionato de Notas que leva seu nome no centro da cidade.escrivã do cartório de registro civil