GAETANO VENDRAME – 1831

Gaetano Vendrame n. 1831

Gaetano vs Dave Biasi Common Ancestry

Gostaria de compartilhar com os leitores com site Alfero uma informação importante a respeito da origem e dos descendentes da família Vendrame, que  se estabeleceu em Nova Trento no final do século 19. Recentemente resolvi investigar (mais de perto) a minha árvore genealógica, especialmente em relação a família Facchini, que é meu sobrenome paterno.(Ver PDF clicando sobre o titulo em azul no inicio deste parágrafo. )

Para tanto, resolvi disponibilizar as informações que eu já possuía num site para montar efetivamente minha árvore genealógica. Este é o site: https://gw.geneanet.org/, para quem possa se interessar. Ele é totalmente gratuito e te conecta com pessoas do mundo inteiro.

Após disponibilizar estas informações no site, recebi uma mensagem de um senhor dos Estados Unidos (estado de Utah), que se dizia “meu parente distante”. Sua avó materna era Vendrame. Após alguns e-mails, realmente constatamos que vínhamos de uma mesma linhagem de Vendrame, cuja cidade de origem era Mareno di Piave (localidade de Soffratta), na Província de Treviso, atual Itália.

Este senhor, então, acabou me passando toda a sua árvore genealógica (imensa, por sinal), resultado de suas pesquisas ao longo de 18 anos. Ele já realizou mais de 30 viagens à Itália e catalogou todos os antepassados “Vendrame”.

Eu resolvi compartilhar com vocês uma parte das informações, a fim de unir ou pelo menos manter contato com pessoas de sobrenome Vendrame (de origem de Nova Trento).

O que sabemos é que Gaetano Vendrame, casado com Maria Anna Saccon migraram para Nova Trento no final do século 19, provavelmente trazendo os seguintes filhos: Filiana, Adelaide Natalina, Maria Teresa e Francesco Giuseppe (tem ainda outros 4 filhos, mas estes morreram na Itália, com pouca idade). Infelizmente não temos informações sobre Filiana e Maria Teresa Vendrame.

As informações que temos são sobre Adelaide Natalina e Francesco Giuseppe (uma parte).

Adelaide Natalina Vendrame se casou com Giuseppe (ou José) Facchini, que tiveram os seguintes filhos: Roberto, Alexandrina, Lucinda, Joana, Hercília, Giusepppina e Virgílio. Adelaide faleceu em 1947, então com 74 anos.

Já Francesco Giuseppe Vendrame se casou com Luiza Agata Sgrott. Francesco faleceu em 1950, então com 72 anos.

Na foto que encaminho está do registro de Gaetano Vendrame (tirada por este pesquisador dos Estados Unidos), na paróquia de Soffratta, onde atesta que ele é filho de Appolonia Cadorin e Lorenzo Vendrame, ele da cidade de Mareno di Piave, e ela da cidade de Vazzola, ambos da Província de Treviso. Gaetano nasceu em 20/04/1831.

No outro arquivo está praticamente a árvore genealógica completa da família Vendrame, que fora encaminhada por este pesquisador dos Estados Unidos.

Deixo meu contato (elisfacchini@gmail.com) caso alguém da família Vendrame quiser manter contato comigo. Seria muito interessante se pudéssemos obter informações mais detalhadas de Gaetano e de Maria Anna, assim como de seus filhos Filiana, Adelaide, Maria Teresa e Francesco Giuseppe.

Espero ter contribuído para o registro e a manutenção da nossa história e da história da família Vendrame em Nova Trento.

 

Anúncios

FILHOS DE VIRGÍLIO FACCHINI

Foto família Facchini

Virgílio Facchini e Giuseppina (Josefina) Darós se reuniram para uma foto. São eles, da esquerda para a direita:Benilde Maria, Genésio Antonio, Maria Ana, Valentim Antonio, Adelaide Maria, Dalila e Marina.

Foto cedida por Elis Facchini

VIRGILIO FACCHINI e JOSEFINA DARÓS

3FB_IMG_1509668150267Virgílio Facchini ( nascido em 01.11.1913), casado com Josefina Darós. Foto do dia do casamento. Residiram numa casa de esquina no entroncamento entre a rua João Bayer Sobrinho e o entrada do bairro Trinta Réis. Exerceu a profissão de alfaiate. Virgílio era filho de Giuseppe (José) Roberto Facchini e Adelaide Natalina Vendrame. Já Giuseppina (Josefina) Darós era filha de Giovanni Battista (Gio-Batto) Darós e Adelle Segalla.

Foto: Elis Facchini, álbum de família

Músicos da banda padre Sabattini

década de 1970 - músicos da banda padre Sabattini

Anos dourados do carnaval de Nova Trento – Década de 1970 – músicos da banda padre Sabattini abrilhantando o carnaval na antiga sede de madeira da Sociedade Recreativa Humaitá que ficava em frente ao campo do Humaitá, no centro da cidade.

Na frente, da direita para esquerda: Eudes Mazzola (pistão), Tarcisio “Ico” Fachini (Pistão), Virgílio Tomazi (Trombone), Elói Tell (Trombone), Filinto Vale (clarinete).

Atrás, da direita para esquerda: …Montibeller “Bahiano”(percussão), Aduci Tristão da Silva(pandeiro),Célio Cipriani (bateria) , Fernando Piva (baixo)

Na parede o quadro de um dos presidentes da Sociedade Recreativa Humaitá: Ador Dalbosco

Foto cedida e autorizada por Fernando Piva

Família Facchini

Foto 1 - Giovanni

Giovanni Facchini (sentado)

No cemitério municipal de Nova Trento foi enterrado como “João Facchini”, devido ao período de censura à língua italiana. Na foto ele está com o filho Domingos, nora e netos. Giovanni Facchini migrou da cidade de Rovereto, distrito de Borgo Sacco, em 1875. Na época, a cidade pertencia ao Condado do Tirol, Áustria – atualmente, pertence à Província de Trento, Itália.

Colaboração: Elis Facchini