CARNAVAL – S.R.HUMAITÁ. 1970

2019-03-18 22.17.23

“A Sociedade Recreativa Humaitá sempre proporcionou à seus associados uma efetiva programação carnavalesca com excelentes resultados. Seus associados também tinham uma participação social muito ativa, o que deixava seu local dos bailes sempre lotados.

Com muita dedicação e simplicidade as antigas diretorias lhe deram longa vida social e futebolística, por isso neste mês de março  foi comemorado o seu aniversario de 100 anos de fundação, 19/031919 – 19/03/2019.

Parabéns a atual diretoria que esta resgatando a historia dessa magistral sociedade, a vocês a nossa eterna gratidão.

No meu tempo de criança quando se falava que a S.R.H. iria jogar partidas de futebol amistosas ou de campeonatos regionais aos domingos à tarde era uma festa, embora a doutrina aos domingos à tarde e a participação da Hora Santa uma vez por mês, nos faziam sempre chegarmos atrasados para assistirmos o início das partidas de futebol, mesmo assim dávamos sempre um jeito de ir torcer.

Terminadas as nossas obrigações religiosas saíamos em disparada para o campo da S.R.H., e a a cada pessoa que passava de bicicleta vinda da direção do campo da S.R.H., já perguntávamos, quem está ganhando ? Se fosse a S.R.H. era uma festa.

Antigamente quando crianças aprendíamos rapidamente dois ensinamentos:

1º – O primeiro era religioso olhar para o Santuário de Nossa Senhora do Bom Socorro e pedir a sua proteção;

2º – O segundo de cunho esportista torcer pelo time de futebol da Sociedade Recreativa Humaitá.

Ensinamentos que jamais foram esquecidos, e com um detalhe interessante ou coincidência, as vestes de Nossa Senhora geralmente são azul e branca, que são também as cores oficiais da Sociedade Recreativa Humaitá – S. R. H.”

Identificando: Da esquerda para a direita, esposo de Neiva Tirloni, Neiva Tirloni, Oscar Hartke, Nilce Tirloni, Neusa Tirloni e seu marido o saudoso Jonas Piazza.

Postagem: Jonas Cadorin  . Texto e fotografia:  Godofredo L. Tonini

Anúncios

Primavera x Humaitá

 

Da esquerda para direita:

Em cima: Valdir Piazza, Acis Cadorin, XXX Cecato, Altair Piazza, Roberto Vale, desconhecido, desconhecido, desconhecido, Miracir Vale, desconhecido, Godofredo Tonini, Cao Marchi, Maurilo Mazzola, Lola Dalbosco e Walter Feller.
Em baixo: Tarcizio Lorenzeti, Osmar Fachini, Otto Orsi, Gilberto Ruberti, Pedro Barauna, Oscar L. Sgrott, José Batisti Archer, João Luiz Orsi, Walter Dalbosco, Clides Michelli e Dico Dellantonia.

Colaboração: Oscar Lino Sgrott

DESFILE 07 DE SETEMBRO – 1972 – Colégio professor Francisco Mazzola

setesetembro

“1º – Da esquerda para a direita na frente :
Rosemira Lobo (Rose), Tarcísio Facchini (Ico), Maurilio Mazzola, Pedro Montibeller, Enio Feller (Correca), Ismar Voltolini, Oscar Archer (Oscarzinho), Alceu Dalbosco, saudoso Ernani Feller, Miralci Valle, José Moacir Rachadel (Leco), Aldo Hartke e Ana Maria Sgrott
2º – Da esquerda para a direita atrás :
Marcos Rachadel (Paco), Saulo Voltolini, Godofredo Luiz Tonini (Godoi), Deda Ceccato.
3º – Agachadas : Da esquerda para a direita :
Clarinda Tomasi, Maria Elizabete Archer (Bete) e Vera Valle.
Registro fotográfico realizado no pátio do antigo Colégio Normal Professor Francisco Mazzola, hoje nominado de EEB Francisco Mazzola, no dia 07 de Setembro de 1972, após o desfile do dia 07 de setembro.
Estávamos vestidos de preto e branco, pois fazíamos parte da bateria que dava o ritmo da marcha para os demais estudantes. As alunas faziam parte da comissão de frente do colégio, eram destaques.
Dos alunos (as) fotografados apenas 04 permanecem em Nova Trento, um faleceu, os outros 15 saíram da cidade em busca de trabalho, infelizmente perdemos excelentes profissionais.”                                                                                                                                          Foto e informações : Godofredo Tonini. Postagem : jonas Cadorin

Casamento de Valério Cadorin (Lélo) e Catarina.

44106496_510658579403851_4281175236889542656_o

“CASAMENTO A MODA ANTIGA – NOVA TRENTO
Registro fotográfico do casamento do meu saudoso amigo Valério Cadorin (Lélo), e de sua esposa Catarina.
Antigamente os convidados dos casamentos geralmente eram os vizinhos mais próximos, e os parentes dos noivos.
A decoração em sua maioria consistia em enfeites com pés de palmitos, nos quais se dependuravam pequenos buques de flores naturais, ou feitas com papel crepom, mas o que mais importava eram os excelentes almoços ou jantares, proporcionados pelos noivos.
Identificando os participantes desse casamento :
1ª – Mesa : da esquerda para a direita :
1ª – Fila : os saudosos (as) : Maria do Carmo(Carmen) Maçaneiro Cadorin, Tereza Dalri Cadorin, José Cadorin (Bepi), Francisco Cadorin, Adelina Demonti Cadorin, Jordão Cadorin, José Dell’Antonia, e Maria Cadorin ;
2ª – Fila : dois desconhecidos, Nilton Cadorin, cinco desconhecidas, as saudosas Claudia Gessele Cadorin, Camila Cadorin Eccher, e desconhecido ;
2ª – Mesa : da esquerda para a direita :
1ª – Fila : Padre Moisés Facchini( Leja), meus saudosos pais Benta Josefina Battisti Archer Tonini e Elísio José Tonini, os demais desconhecidos ;
2ª – Fila : todos desconhecidos.
Mesa dos casados :
Da esquerda para a direita : Os saudosos Geraldo Cadorin e Valério Cadorin, esposo, Catarina, esposa, o saudoso Padre Claudio Cadorin e a Sra Albertina Darós.”

Fotos e comentários: Godofredo L. Tonini. Postagem: Jonas Cadorin

TORCIDA ORGANIZADA – S. R. HUMAITÁ – 1962 -“Avante o Humaitá, com glórias e flores, hura, hura, huraaaa!

humaita godoi
“Torcedoras e torcedores num domingo a tarde do ano de 1962, presentes no Estádio de futebol Governador Aderbal Ramos da Silva, de propriedade da Sociedade Recreativa Humaitá, clube futebolístico da cidade de Nova Trento – SC., fundado em 19 de março de 1919. Era um dos melhores programas dominicais à época, tempo maravilhoso, parte da nossa juventude.”
1ª – Fila : Sentados da esquerda para a direita : Neuza Tirloni, Anunziata Ângela Dalbosco (Néi), Rosita Valle, saudoso Matias Battisti, Selma Franzoi, Nilton Battisti, Delcides Raulino, Vitoria Dalbosco, e provavelmente um dos filhos do saudoso treinador, o Sr. Nelson Maurici
2ª – Fila : em pé da esquerda para a direita : Eronides Tirloni (Nidinha), Marilete Valle, Orlandina Lucktemberg (Landa), Zoavia Franco, o saudoso Humberto Tomasini, Leonida Lucktemberg (Nida), Cremilde Tirloni (Ica), Sonja Facchini e Maria Dulce Raulino.
Fotografia: Ronaldo Trajano Raulino, postada na página do Facebook de Godofredo L. Tonini

FESTA DE NOSSA SENHORA DO BOM SOCORRO – NOVA TRENTO

2018-02-23 15.28.42

As festas no Santuário eram muito frequentadas, a devoção a Nossa Senhora do Bom Socorro, era muito grande.Registro fotográfico de amigos, defronte a Casa dos Romeiros, participando de festa no Santuário de Nossa Senhora do Bom Socorro, no município de Nova Trento SC. Foto da década de 1950 ou 60. Da esquerda para a direita: Albano Cadorin, Estanislau Gulini, Giácomo Tomazoni, Alfredo Hartke, sua esposa Lina e Ana Giacomini Demonti, as crianças são: no colo de sua mãe, Aldo, de blusa branca Oscar e Antonio (Toni). foto  extraída com autorização do Facebook de  Godofredo Toninni

 

LEDA ZANLUCA DARÓS, CHARLES ALEXANDRE PIAZZA MARIA DO ROSÁRIO BATISTTI ARCHER BORGES

transferir

Registro fotográfico realizado no pátio da casa dos meus saudosos pais, quando ainda residíamos na rua João Bayer Sobrinho, Nova Trento, na década de 1970, lugar maravilhoso. a menina de vestido branco é a Sra. Leda Zanluca Darós, a criança é o Charles Alexandre Piazza, meu sobrinho e a sra. Maria do Rosário Batistti Archer Borges(Bica).  Foto e comentário: Godofredo Luiz Tonini  ( a casa foi demolida há alguns anos, ficava ao lado do atual  consultório do Dr. Tomás)

FANFARRA ESCOLAR GRUPO ESCOLAR LACERDA COUTINHO – NOVA TRENTO -SC

2016-09-23-11-34-59

Na frente, esquerda para direita: Godofredo Tonini., Isaias Montibeller,__,__,__,Maurilio Mazzola.

Atrás, esquerda para direita: Virgílio Bertotti,__, ‘Badico’ Dalbosco, __,__,__, Eudes Mazzola .

Foto registrada no palco do patio coberto do Grupo Escolar Lacerda Coutinho(atual Colégio Estadual Francisco Mazzola). Ao fundo, no quadro negro, a letra do hino da independência. Durante todo o periodo dos governos militares(1964 a 1985) era prática diária ou semanal as homenagens cívicas. Todas as turmas ficavam perfiladas em pelotões, como se fazia nos quartéis. Tomava-se distância  em relação ao individuo da frente e da  das laterias.: simetria. Ordem e Progresso. Os hinos nacional, da bandeira, do estado e da Independência eram ensaiados a exaustão. todos aprendiam de cor.

Peço a colaboração para identificarmos os demais membros desta foto. MANDE SUA INFORMAÇÃO NO ‘BALÃO ‘ DE DIALOGO QUE ESTÁ NO LADO DIREITO  SUPERIOR DESTA POSTAGEM

Foto: arquivo Jonas Cadorin

Cozinha do Colégio (1976)

Da esquerda para direita: Newton Benvenuto Cadorin, Afonso Sgrott, Maria Raulino, Rosinha Archer, Benta Tonini, Querubina Daros Mazzola. A criança é Rejane Mazzola.

A foto foi realizada na cozinha do Colégio Francisco Mazzola, em 1976, no dia 7 de setembro. O momento era o dos preparativos para a entrega do cobiçado lanche que todos recebiam depois do desfile: laranjinha Max Wilhelm e uma massinha! As senhoras eram as serventes do colégio. Quem não conheceu uma delas? Quantas histórias!

Foto cedida por: Querubina Darós Mazzola.