ANA DALRI – UMA SANTA DE CEMITÉRIO

20151102_104709Ana Dalri  * 19.09.1874  + 30.05.1945  A data de nascimento atesta o que Ana deva ter nascido na região do Tirol (Trentino atual). Faleceu de câncer e os que a conheceram  afirmam que suportou o sofrimento com resignação cristã somente vista em pessoas de muita fé, numa época em que  os medicamentos eram escassos e caros. Seu túmulo é local de visitação por pessoas que buscam alcançar alguma graça. É tida como uma santa de cemitério pois sua santidade não é reconhecida pelo processo canônico  católico.

CONSTRUÇÃO DA ATUAL IGREJA MATRIZ DE NOVA TRENTO

406562_2640435297929_1466944132_31959779_1030572866_n[2]

Construção da igreja matriz de Nova Trento, iniciada no ano de 1940, finalizada em 1942, erigida com trabalho voluntário das famílias. No local havia a igreja Del Sacro Cuore di Jesú, se observa na frente do novo prédio o monumento com  a estátua do sagrado Coração de Jesus. Segundo me informou a falecida Henriqueta Sartori, a estátua foi destruída por um raio e  muitas pessoas levaram pedaços para casa  para guardar como relíquia.

Foto: arquivo Jonas Cadorin

CORONÉIS

Em agosto de 1831, na regência do padre Feijó foi criada a Guarda Nacional com o objetivo de defender a constituição e manter a ordem local numa época em o Brasil ainda tinha exército. As patentes da guarda Nacional era concedidas de acordo com as posses do pretendente ao cargo. Na nossa região os coronéis,  em geral, eram grandes comerciantes e ou pessoas que pudessem pagar pelo título. ( Além de coronel, havia a patente de capitão, tenente coronel, tenente). Os coronéis exerciam o poder político e econômico local. Das famílias dos coronéis saíram as primeiras lideranças políticas. Em Nova Trento o comerciante  coronel Henrique Carlos Boiteux ( lê-se Boatê) foi o responsável pelo processo de emancipação política em 8 de agosto de 1892. Foi o primeiro superintendente da cidade.foto coronéis Nova Trento

Apresentação de Natal no Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro, década 1980

Nova Trento

 

Nova Trento – Década de 1980

Na imagem, encenação de Natal no Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro. O costume era inspirado no Canto da Estrela, tradição tirolesa trazida para Nova Trento pelos imigrantes.
Representavam os Reis Magos: Guilherme Daros, Eloi Tel, Antônio Cipriani.
Antes das apresentações, os trajes e ensaios eram realizados na casa do Senhor Antônio Cipriani (Toni).
Não aparecem na foto os músicos e coro, mas faziam parte, Virgílio Tomasi, Moisés Cipriani, Artur Sgrott, Rinaldo Eccel, Ludovico Cadorin, João Cadorin, Dimas Tel….
Outras pessoas da comunidade também acompanhavam as apresentações.

Colaboração: Alexandre Aldo Cipriani