ANDREA DAROS

2018-07-31 15.31.292018-07-31 15.37.12

Andrea Daros, 1928, do livro  A saga dos Daros, de Jorge Daros. “O patriarca e aquele que dá origem à família Darós em Nova Trento é Andrea Daros, à época (1878) com 32 anos. Veio acompanhado de sua esposa Pasqua, então com 26 anos, e dos filhos: Francesco (5 anos), Antonio (2 anos), Antonia (3 meses) e Gio-Batto (3 anos). O nome Gio-Batto trata-se de apelido de Giovanni Battista. No mesmo vapor Portena também estavam o sogro e sogra de Andrea Daros e outras famílias tradicionais de Nova Trento (Cadorin, Sartori, Ferrari, etc).

Postagem, Jonas Cadorin

Anúncios

Um sete de setembro

2018-07-27 13.12.51

Um desfile de Sete de setembro na década de 1960. Ao fundo o prédio da antiga prefeitura e o bar e padaria, o bar Central, do Sr. Bernardo Tell. Clicando sobre a foto para amplia-la,é possível identificar pessoas como Marcos Mazzola, ao lado do padre Vigor(?), Aires Rachadel, Valentim Borgonovo. Logo atrás a banda padre Sabattini com músicos conhecidos como: os irmãos João, Francisco e Jordão Cadorin, Virgílio e Luiz Tomasi…                                                                                                                                         Postagem: Jonas Cadorin, arquivo fotalgráfico do colégio Francisco Mazzola

 

2018-07-27 13.15.37

Pelotão das bicicletas. A bicicleta foi um dos veículos  que antecedeu a chegada dos automóveis na cidade. Das marcas importadas da Suécia , Alemanha , Estados Unidos como Göerick, Marathon, Prosdócimo, Lucifer , Columbia, Hermes,Calói, Monarch… nas versões masculina e feminina eram o sonho de consumo de jovens e adultos e encurtavam distãncias nas estradas de chão que eram percorridas a pé, carroça ou carro de boi.

2018-07-27 13.18.02

Presença da Irmanzinhas da Imaculada Conceição com a bandinha de crianças do jardim da Infância Pe. Rossi. ( seria a Irmã Rosarita , na foto?)

2018-07-27 13.20.45

2018-07-27 09.09.402018-07-27 08.56.15

Comoção e homenagens marcam despedida a Janari Piva

 

janari 

Uma vida de dedicação

Uma cerimônia cercada de comoção marcou ontem, 1 de junho de 2018, o velório e sepultamento de Janari Piva que faleceu aos 69 anos, no dia 31 de maio passado, às 21h45, no Imperial Hospital de Caridade, em Florianópolis. Lutava há mais de um ano contra um câncer no pâncreas com metástase no fígado.

Deixou a esposa Albertina Ruberti Piva, os filhos Gustavo e George, a neta Beatriz, os familiares e milhares de admiradores que sempre vão lembrar de sua grandiosidade e do grande exemplo de amor que deixou.

Foi professor, diretor da Escola de Educação Básica Francisco Mazzola, vereador e suplente em duas legislaturas, 1997- 2000 e 1989 – 1992, além de atuar como correspondente do Jornal O Município de Brusque e representante comercial em dezenas de publicações ao longo de sua vida. Sempre estava disposto a colaborar com todos os profissionais de imprensa da região.

Sua vida foi marcada também pelo voluntariado com passagens por diversas entidades, especialmente na Associação São Virgílio Pró-Anciãos (Casa Dei Nonni), na Paróquia São Virgílio, nos Clubes Primavera e Humaitá, no Santuário Nossa Senhora do Bom Socorro, no Movimento de Irmãos, entre dezenas de outras associações.

 A marca de sua vida foi o voluntariado. Colaborava de forma espontânea com a cobertura fotográfica de eventos que ocorriam no município, além de fazer registros cotidianos da cidade. Além disso, sempre estava disposto a ajudar e a informar as pessoas que encontrava.

Janari Piva deixou a Casa dei Nonni ,onde foi velado, sob muitos aplausos. Seu corpo seguiu pelas ruas centrais de Nova Trento, escoltado pela Polícia Militar e com todos seguindo em cortejo. Uma homenagem digna ao ser humano extraordinário que foi.

Fonte: jornal O Trentino

TIME DE FUTEBOL COLÉGIO FRANCISCO MAZZOLA – 1960-70

2018-05-04 11.53.31

Com a bola na mão: Belarmino Demonti,  ? , ? , ? , Ademir Franzoi                          Agachados esquerda para direita: ? , ? , … Bottamedi, Moisés Mazzola. ( Ao fundo o muro baixinho do colégio Francisco Mazzola. Local da foto: campo de futebol do colégio.Alguns do jogadores usam os saudosos KICHUTE! )  ( SE VOCÊ SABE IDENTIFICAR OS QUE FALTAM ESCREVA NO ‘BALÃO’ NO CANTO SUPERIOR DIREITO DA FOTO.  )                            Fonte: arquivo fotalgráfico colégio Francisco Mazzola. Postagem: Jonas Cadorin

 

 

PRÉDIO DO GINÁSIO PIO XII

2018-03-20 22.37.45

Prédio onde funcionou o Ginásio Pio XII, Funcionou até final dos anos 1960.  ( Nas postagens anteriores a foto  foi tirada no prédio do atual colégio Francisco Mazzola.)   O Curso Normal Regional Pio XII, pelo decreto nº 522, de 03.03.1955, que funcionava no casarão ao lado da atual delegacia de polícia. Em 13.03.1967, o Curso Normal foi vinculado ao Colégio Normal Francisco Mazzola.                                                                 Fonte: acervo Jonas Cadorin

GINÁSIO NORMAL PIO XII

2018-03-20 22.11.39

Alunos do Ginásio Normal Pio XII trajados para a o desfile do dia da Independência. Data imprecisa: década de 1960 a 1970.

Fonte: acervo fotográfico Colégio francisco Mazzola. Postagem: Jonas Cadorin

 

GINÁSIO NORMAL PIO XII

2018-05-04 11.47.55

Alunos e professores do Ginásio Normal Pio XII trajados para o desfile de Sete de Setembro. Segurando a bandeira de santa Catarina , Wilson Mário Sgrott  (Vita ) ladeado pelo professor Fioravante Marchi (Vantinho) e… (se souberem identificar os demais favor escrever no ‘balão’ que enriqueceremos a publicação com as informações.)

Fonte: acervo fotográfico Colégio Francisco Mazzola. Postagem: Jonas Cadorin