NOVA TRENTO-CENTRO 2004

Foto do ‘centrinho’ de Nova Trento. A prefeitura funcionava no prédio que antecedeu a atual. foto retirada jornal comemorativo aos 112 anos de emacipação politica em 2004.

Foto e postagem: Jonas Cadorin (arquivo pessoal)

Amigos em 1964

Centro de Nova Trento, ao lado da Igreja Matriz

Ano: 1946

Foto dos amigos:

Em pé: DOROTHÉA DALRI, ROSINHA ARCHER, ……….OLDERICO VALLE…..FELLER…

Colaboração: Selma Franzoi

INTERIOR DA IGREJA MATRIZ DÉCADA DE 1970

A igreja matriz de Nova Trento foi construída em dois anos – 1940 a 1942 (ver outras postagens relacionadas a categoria Centro e Igreja neste site) passou por uma grande reforma na decada de 1970. Os trabalhaos foram coordenados pelo Sr. Didi Feller. A mão de obra foi cedida pelas famílias que destinavam um ou dois filhos para compor as equipes de trabalhos diários. Na foto é possivel observar o púlpito, local onde o padre fazia o sermão. Na falta de microfones o púlpito facilitava que as pessoas ouvissem a prédica e era um momento de aproximação do padre com os fiéis . A missa era celebrada em latim e costas para o povo em reverencia ao santissimo. Na frente, onde tem o altar mor, havia uma espécie de cerca que separava este local tido como mais sagrado dos outros espaços da igreja. Quando foi construida a igreja era iluminada precariamente e na nave central é possivel observar janelas no formato de rebatedores de luz solar para dentro do espaço. A pintura na aprte central , e as inscrições em latim do , no teto, foram retiradas. Os altares foram mantidos pois compunham o ornamento de cada uma das extremidades da cruz que compoe o traçado arquitetonico da igreja.(Infelizmente a igreja perdeu , recentemente, um dos altares, foi retirado. Hoje quando se entra na igreja se vê o altar mor no fundo, um alltar lateral esquerda e uma porta na lateral direita, quebrando a harmonia entre três belíssimos altres entalhados em madeira, obra únicas.
Postagem: Jonas Cadorin

NOSSA SENHORA DA GLÓRIA – Quadro Valsugana

Foto de Nossa senhora da Glória que se encontra na sacristia da capela de Santo Estanislau Kostka, na Valsugana. A devoção a Nossa senhora fazia parte das regras da Cruzada Eucarística. A imagem traz detalhes florais, tipicos de trajes festivos poloneses. A pé da túnica aparacem bordadas o monograma JHS – Iesus Hominum Salvator” (Jesus Salvador dos Homens). O monograma foi adotado por Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, como emblema dos jesuítas. O papa Francisco, membro dos jesuítas, tem este monograma em seu escudo episcopal. Mais informaçoes sobre a devoção a a Nossa senhora da Gloria em https://cruzterrasanta.com.br/significado-e-simbolismo-de-nossa-senhora-da-gloria/26/103/. Foto e postagem: Jonas Cadorin